Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu vou indo

Porque alguém tem de ser o primeiro a explorar, ver ou partir para se poder chegar, conhecer ou usufruir. Eu vou indo...

Eu vou indo

Porque alguém tem de ser o primeiro a explorar, ver ou partir para se poder chegar, conhecer ou usufruir. Eu vou indo...

As novas colunas da Fender

A Fender é um nome icónico no que às guitarras e amplificadores diz respeito. Agora, a marca norte-americana alargou a sua vasta experiência no áudio, lançando dois novos altifalantes Bluetooth. O seu toque vintage remete para o universo dos pioneiros amplificadores de guitarras, mantendo as linhas intemporais, botões e afins dos mesmos.

1.jpg

Os novos altifalantes chegam ao mercado em dois modelos: o 120W Monterey, com alcance sonoro para uma divisão, como um quarto ou uma pequena sala, e o 30W Newport, para uma maior portabilidade, mas menor abrangência sonora.

As novas colunas estão preparadas para ser ligadas a dispositivos digitais ou analógicos, podendo dar voz ao smartphone ou ao velhinho gira-discos.

2.jpg

Fresco de frutos vermelhos

Sol, um bom livro ou a companhia perfeita e uma bebida bem fresca. É preciso mais alguma coisa para uns largos momentos prazenteiros?

Quanto ao sol, recomenda-se o único existente no nosso sistema solar. Já no que diz respeito ao livro e à companhia, é importante ser criterioso, mas cada um deve ser livre de poder escolher unicamente a seu belo prazer.

Resta a bebida. E para essa fica a sugestão: um pseudo cocktail de frutos vermelhos, mas sem álcool.

1.png

Num copo, esmague uma mão cheia de frutos vermelhos (framboesas, mirtilos, groselhas, amoras, ...) frescos ou congelados e duas folhas de menta ou uma de hortelã. Pode misturar um pouco de açúcar para atenuar a acidez característica dos frutos. 

Junte gelo (uma menor quantidade se utilizou frutos congelados) e uns frutos inteiros frescos.

Acabe de encher o copo com água com gás e misture bem.

Delicie-se com quantos quiser.

Ao volante, com prazer

Sentar, ligar e acelerar. A paixão pelas duas rodas não impõe mais nada - para além da devida segurança e cumprimento das regras, é óbvio. 

Sentir-se livre e liberto é o conceito básico e basilar de quem gosta das duas rodas. Portanto, nada mais se impõe do que simplicidade e elegância. Se isso puder ser associado a beleza, tanto melhor.

É tudo isso é o que oferece esta Moto Guzzi Nevada, um "clássico" de 1999, que prova que há muitas coisas que são intemporais e que não é preciso muito para nos deixar felizes.1.jpg2.jpg

3.jpg 

4.jpg 

5.jpg 

6.jpg 

7.jpg 

8.jpg