Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu vou indo

Porque alguém tem de ser o primeiro a explorar, ver ou partir para se poder chegar, conhecer ou usufruir. Eu vou indo...

Eu vou indo

Porque alguém tem de ser o primeiro a explorar, ver ou partir para se poder chegar, conhecer ou usufruir. Eu vou indo...

A história marcada a verde

A história da Porsche e do seu icónico 911 escreve-se, por estes dias, a verde.

1.jpg

Foi com um vistoso verde, Irish Green para ser mais exato, que a marca alemã pintou o seu Porsche 911 número 1.000.000 (UM MILHÃO), neste caso um modelo Carrera S. 

2.jpg

Notável! Desde 1963, data em que foi produzido o primeiro, já foram colocados na estrada um milhão daqueles famosos desportivos de luxo. Destes, mais de 70% continuam a ser conduzidos por estradas do mundo fora, atualmente.

3.jpg

Pela sua excecionalidade, este exemplar é marcado, para além da cor, pela inclusão de vários elementos do carro original, lançado à mais de cinco décadas.

Por ser especial, a Porsche já deu um destino especial a este automóvel: o seu Museu. Mas, antes de aí ficar para poder ser devidamente apreciado, ainda vai poder ser visto numa tournée que a marca organizou e que percorrerá alguns países do mundo.

Com um pedaço de sonho no pulso

Já dizia Lavoisier que "Nada se perde, tudo se transforma". E este é um dos casos paradigmáticos em que se comprova taxativamente a afirmação.

Que diria se à falta de poder andar ao volante de um sonhado Porsche 911, pudesse trazer no pulso um pedaço desse mesmo sonho?

Pois é, a dinamarquesa REC Watches pegou em peças retiradas de Porches 911 (infelizmente, irreparáveis!) e reciclou-as, criando uma coleção de relógios que, na verdade, serão um sonho para amantes de automóveis, mas também de relógios.

Mas a ligação ao icónico modelo alemão não se fica por aqui, já que, no design, são várias as referência aos elementos característicos da marca. Para além disso, cada relógio será um exemplar único, pois ostentará o número de identificação do veículo original das peças que lhe estiveram na origem. Para além disso, cada relógio será acompanhado por um ”Story Card”, que documentará a história do Porsche 911 para que se possa aprender um pouco mais sobre o carro que, agora, faz parte do relógio que se ostenta no pulso.

Curioso(a)? Melhor do que imaginar, só ver. Eis o resultado final. 

1.jpg

A maldição do vermelho

Estas palavras não deveriam ser sobre uma cor, fosse ela qual fosse. Acontece é que, mais uma vez, a cor impôs-se às palavras. A demoníaca cor, ou simplesmente o vermelho, voltou a ganhar um protagonismo indevido e até, digamos, indecoroso.

Fujamos, pois, da maldição que cola os olhos e a mente ao que quer que seja vermelho e sejamos mais fortes.

Se se perguntar a um homem qual é o seu carro de eleição, há francas, para não dizer muitas possibilidades, de se obter como resposta, isto...

1.jpg

 ... e isto é (para quem ainda não percebeu) um Porsche 911. 

Este é, sem margem para dúvidas, um dos modelos mais sonhados e cobiçados por todos aqueles que apreciam um bom carro. Entende-se o adjetivo bom como um compêndio de tudo o que se possa imaginar e esperar de um automóvel. Sim, a palavra perfeito também conta!

Sabendo e aproveitando esse fascínio, a Porsche adicionou mais um membro à já extensa família 911: o novíssimo GT3.

Desde logo, o Porsche 911 GT3 não é um carro banal, - nem o podia ser, pois trata-se de um Porsche! - é um carro de corridas devidamente legalizado para ser conduzido nas estradas. O seu capot esconde o mesmo motor que os seus irmãos 911 que ganham a vida a fazer corridas. 

Esta maravilha da engenharia, arquitetura e demais ciências envolvidas na sua conceção, usa um motor de 4,0 l com seis cilindros, capaz de debitar 500 cv, para atingir nuns alucinantes 3,2 segundos os 100 km/h e só parar quando chega perto dos 320 km/h. Para garantir uma maior estabilidade, agilidade e segurança, a marca alemã dotou este automóvel com um sistema que move o eixo traseiro em concordância com as rodas dianteiras, isto é, as rodas traseiras viram para o mesmo lado ou para o lado contrário das rodas da frente, dependendo da velocidade a que circula o carro.

Por dentro, este Porsche 911 GT3 também não desilude. Remete, igualmente, para o universo das corridas automobilísticas, mostrando-se elegante, confortável e arrojado.

Eis, o Porsche 911 GT3.

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg