Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu vou indo

Porque alguém tem de ser o primeiro a explorar, ver ou partir para se poder chegar, conhecer ou usufruir. Eu vou indo...

Eu vou indo

Porque alguém tem de ser o primeiro a explorar, ver ou partir para se poder chegar, conhecer ou usufruir. Eu vou indo...

16 de Março, 2020

Brincadeiras em família

1.jpg

Para quem tem crianças e tem de ficar em casa, uma das tarefas mais difíceis é garantir um bom dia em família, sem birras e com o mínino de confusões possível.

Poder-se-á optar pelos entretenimentos dos nossos dias: s televisão, filmes, tablets, consolas, televisão e afins. Dir-se-ia que um pouco de tudo não fará mal...

Todavia, como se avizinham tempos difíceis e demorados, eis algumas outras sugestões bem diferentes das banais tecnologias, mas que poderão proporcionar momentos de prazer e muito boa disposição.

1. Os banais, esquecidos e empoeirados jogos de tabuleiro.

2. Um belo puzzle.

3. Gosta de construção? Legos ou outros blocos, pois então.

4. Um baralho de cartas traz incluídos vários jogos: burro, bisca, keims, guerra, solitário, peixinho, memória...

5. Com caneta e papel: jogo do galo, forca, STOP (as categorias são muitas e variadas - nomes de pessoas, países, cidades, animais, plantas, árvores, frutos, objetos, ...), minhoca (um jogador escreve uma palavra num papel e o(s) outro(s) têm de escrever uma nova palavra começada pela última letra - quanto mais letras incluir na nova palavra, mais difícil será!), crucigrama (escolhem um tema e escrevem palavras relacionadas, usando o sistema das palavras cruzadas - as novas palavras cruzam-se, usando as palavras já existentes), ...

6. Um pouco mais de movimento? Vamos à caça ao tesouro. Basta espalhar uns objetos pela casa e fazer um mapa para, depois, os encontrar. 

7. Fazer um desenho a duas (ou mais) mãos. Numa folha, cada um desenha, à vez, novos elementos até perfazer o desenho... perfeito.

Mais sugestões? Venham daí. Vamos indo...